RIO COMICON internacional 2011

Confira abaixo o release do próximo Rio Comicon, que acontecerá do dia 20 a 23 de outubro na Estação da Leopoldina.

CHRIS CLAREMONT, JUNKO MIZUNO, PAUL POPE E LINIERS SÃO ALGUNS DOS DESTAQUES ENTRE NOMES QUE PARTICIPARÃO DO MAIOR EVENTO BRASILEIRO DE QUADRINHOS
Conhecido por seu trabalho com a série “X-Men”, o roteirista inglês Chris Claremont confirmou sua vinda para a segunda edição do Rio Comicon que, de 20 a 23 de outubro, ocupa o mesmo bat local, a Estação da Leopoldina, no Rio de Janeiro. Os quadrinhos com suas histórias já venderam mais de 500 milhões de exemplares em todo mundo e serviram de base para o roteiro dos filmes da saga “X-Men”, incluindo a sequência de “Wolverine”, prevista para 2013, baseada na graphic novel de mesmo nome, de Claremont e Frank Miller.

A japonesa Junko Mizuno chega ao Brasil trazendo seu trabalho altamente influenciado pelos mangás, animes e brinquedos japoneses. Pintora, ilustradora e quadrinista, ela é reconhecida pelo seu estilo singular de imaginário feminino, poderoso e erótico. Vencedor de dois prêmios Eisner, Paul Pope é o terceiro nome da lista. Quadrinista, trabalha para a DC Comics desde 1997, onde ilustrou títulos como “Hellblazer” e “The Batman Chronicles” . O outro destaque vem da Argentina. Conhecido pela tira “Macanudo”, Liniers publica no jornal La Nación (e aqui, na Folha de S. Paulo). No Rio Comicon, ele vai lançar – e autografar, claro – “Macanudo vol. 4”.
A eles se somam nomes não menos importantes. A começar pelo norte-americano Peter Kuper, que escreve e desenha a dupla “Spy vs Spy” para a revista Mad desde 1997. Também terão espaço conhecidos editores, compatriotas de Kuper, como Bob Schreck – que, com passagens pela Marvel e DC Comics, atualmente é editor-chefe da Legendary Comics – e Denis Kitchen. Ao longo de 30 anos, Kitchen editou nomes como Will Eisner, Robert Crumb, Alan Moore, e Art Spiegelman, entre outros. Finalizando a lista dos convidados norte-americanos, Dan Goldman. Esse, no entanto, já é quase brasileiro. Um dos criadores do coletivo de webcomics ACT-I-VATE, Goldman trocou Nova York por São Paulo, de onde segue produzindo a “Red Light Properties”.
Do velho mundo, mais especificamente da França, virão três convidados: Lewis Trondheim, quadrinista fundador da editora independente L’Association; o ainda inédito no Brasil Edmond Baudoin (prêmio de melhor álbum em Angoulême por “Couma Acò” e melhor roteiro por “Le Voyage” e “Les Quatre Fleuves”); e Ludovic Debeurme, cujo premiado “Lucille” será lançado no Brasil pela Barba Negra/LeYa no Rio Comicon.
A segunda edição. De 20 a 23 de outubro, o Rio de Janeiro volta a ser a capital nacional dos quadrinhos. No mesmo bat local, a Estação da Leopoldina vai sediar o Rio Comicon, organizado pela Casa 21, em parceria, pela primeira vez, com o estúdio Retina_78. O trabalho do ano passado acaba de ser reconhecido pelo Troféu HQ Mix – o mais importante evento de quadrinhos do Brasil, já na 23ª edição – com o Geraldão de melhor evento para o Rio Comicon.Completam a lista a austríaca Ulli Lust, autora do premiado “Hoje é o último dia do
resto da sua vida”, inspirado em sua juventude; e o argentino Salvador Sanz, de “Legión”, “Desfigurado” e “Noturno” que, atualmente, produz a série “Angella Della Morte”. A organização do Rio Comicon já havia divulgado a vinda da estilista Caterina Crepax, filha do lendário Guido Crepax.
Entre as novidades da edição 2011, haverá um maior destaque para o mangá e os super-heróis. “Em 2010, tivemos uma programação mais centrada em quadrinhos autorais, com a vinda de grandes nomes individuais como Milo Manara, Kevin O’ Neill, Melinda Gebbie”, lembra R
Sendo assim, o Rio Comicon 2011 vai abrigar uma mostra com os trabalhos do estúdio japonês CLAMP – composto por mulheres conhecidas como as rainhas do mangá – além de uma homenagem aos 75 anos da DC Comics, baseada no livro “75 Years Of DC Comics: The Art Of Modern Mythmaking”, que levou Prêmio Eisner como melhor livro sobre quadrinhos. Ainda entre as exposições, trabalhos originais de Will Eisner e Guido Crepax – e sua inesquecível Valentina – também vão ocupar grande espaço na programação, com eventos que evocam artes plásticas, moda e o design de móveis.oberto Ribeiro, diretor da Casa 21. “Sentimos que era a hora de contemplar também essas duas vertentes tão importantes dos quadrinhos”, explica.
Estão previstos, ainda, como na primeira edição, mostra de filmes e documentários, oficinas, sessões de lançamento de livros e quadrinhos, desfile de cosplay e a “Plataforma dos Desenhistas”, onde os artistas vão desenhar e autografar para os fãs.
Rio Comicon 2010. Em sua primeira edição, o Rio Comicon recebeu mais de 30 convidados, entre nomes consagrados e novos talentos do Brasil e do exterior, como Milo Manara, Kevin O’ Neill, Melinda Gebbie, Paul Gravett, Killofer, Patricia Breccia, Mauricio de Sousa, Ziraldo, Angeli, Laerte, Lourenço Mutarelli, Fábio Zimbres, Rafael Grampá, Fábio Moon e Gabriel Bá, Rafael Sica e Allan Sieber. O Rio Comicon homenageou o cartunista italiano Manara com uma grande exposição dedicada à sua obra. O evento reuniu um público estimado em 15 mil pessoas.
Lista completa por ordem alfabética.
Bob Schreck (Estados Unidos/USA, 1955)
Atua há 30 anos na indústria dos quadrinhos. Trabalhou para a Marvel (anos 1980), Dark Horse (1990) e abriu a Oni Press em 1997. Em 1999, tornou-se editor da DC Comics, onde ficou por quase 10 anos. Tem trabalhado com Frank Miller, Paul Pope, George Romero, Neil Gaiman e Dan Clowes. Atualmente é editor-chefe da Legendary Comics.
> legendary.com
Caterina Crepax (Itália/Italy, 1964)
Formada em arquitetura, trabalha com design de interiores e exposições. Filha do desenhista Guido Crepax, Caterina herdou do pai a paixão pela folha em branco, desenvolvendo fantásticas construções tridimensionais com papel. Com atenção especial pela reciclagem, transforma papéis comuns em “tecidos” preciosos, como seus vestidos de alta costura feitos a partir de papelada burocrática.
> caterinacrepax.com
Chris Claremont (Inglaterra/England, 1950)
Conhecido por seu trabalho com a série X-Men, tem escrito roteiros para outros personagens clássicos, como Batman e Super-Homem. Os quadrinhos com suas histórias já venderam mais de 500 milhões de exemplares em todo mundo e foram a base para os filmes dos X-Men. A sequência de Wolverine (prevista para 2013) é baseada na graphic novel de mesmo nome, de Claremont e Frank Miller.
> on.fb.me/o6t6W6
Dan Goldman (Estados Unidos/USA, 1974)
Quadrinista, roteirista e artista digital, Goldman fundou a FWDbooks em 2003 e foi um dos criadores do coletivo de webcomics ACT-I-VATE em 2006. É autor da graphic novel Kelly e co-autor de Shooting War (2007) e de 08: A Graphic Diary of the Campaign Trail (2009). Em 2009, trocou NovaYork por São Paulo, de onde segue produzindo a webcomic Red Light Properties.
> dangoldman.net
Denis Kitchen (Estados Unidos/USA, 1946)
Quadrinista, editor e agente, editou, ao longo de 30 anos, nomes como Will Eisner, Harvey Kurtzman, Robert Crumb, Alan Moore, Dave McKean e Art Spiegelman. Sua agência literária representa alguns dos principais quadrinistas e sua editora, a DKP, publica clássicos de Eisner, Kurtzman e Crumb. Seu trabalho foi reunido recentemente em The Oddly Compelling Art of Denis Kitchen (Dark Horse) e Denis Kitchen’s Chipboard Sketchbook (Boom). É o curador, com Marisa Furtado, da exposição sobre Will Eisner no Rio Comicon 2011.
> deniskitchen.com
Edmond Baudoin (França/France, 1943)
Pintor, ilustrador e quadrinista, trabalhou com escritores de língua francesa como Tahar Ben Jelloun e o Nobel Le Clézio. Prêmio de melhor álbum em Angoulême (França) por Couma acò (1992) e melhor roteiro por Le Voyage (1997) e Les quatre fleuves (2001), Baudoin ensinou arte e quadrinhos na Universidade de Quebec. Sua extensa obra, com mais de 50 livros de quadrinhos, permanece inédita no Brasil.
> edmondbaudoin.com
Junko Mizuno (Japão/Japan, 1973)
Pintora, ilustradora e quadrinista, é reconhecida pelo seu estilo singular do imaginário feminino, poderoso e erótico. Seu trabalho é altamente influenciado pelos mangás, animes e brinquedos japoneses. Morando atualmente em São Francisco (EUA), é autora de Cinderalla (1995); lançado no Brasil pela Conrad em 2006), Pure Trance (1998) e Princess Mermaid (2002).
> mizuno-junko.com
Lewis Trondheim (França/France, 1964)
Quadrinista fundador da editora independente L’Association em 1990, aprendeu a desenhar para publicar Lapinot et les carottes de Patagonie (1992). Publicou mais de 30 álbuns como roteirista e desenhista, entre eles Mouche (1995), transformado em animação, e La Nouvelle Pornographie (2006). Dirige a coleção Shampooing, da editora Delcourt, e é autor do logo do Festival de Angoulême (França).
> lewistrondheim.com
Liniers (Argentina, 1973)
Autor da tira Macanudo, publicada no jornal argentino La Nación (e aqui, na Folha de S. Paulo), reuniu a série em oito volumes, que vêm sendo editados no Brasil pela Zarabatana. Publicou também Bonjour, coletânea dos quadrinhos que saíram no diário portenho Página 12. Tem livros traduzidos no Canadá, Italia e França. Realizou mostras de pintura e dos originais de Macanudo.
> porliniers.com
Ludovic Debeurme (França/France, 1971)
Artista plástico, ilustrado e músico, começou a fazer quadrinhos nos anos 2000. Recebeu o grande prêmio do Festival de Angoulême (França) por Lucille (2006), publicado no Brasil pela Barba Negra/LeYa em 2011. Ilustrou clássicos da literatura como O médico e o monstro, de Stevenson, e participou de diversas exposiç­ões. Com sua companheira, a desenhista e cantora Fanny Michäelis, forma o grupo music al Fatherkid.
> ludovic.debeurme.free.fr
Paul Pope (Estados Unidos/USA, 1970)
Quadrinista, trabalha para a DC Comics desde 1997, onde ilustrou títulos como Hellblazer e The Batman Chronicles . É autor da série Heavy Liquid (2001) e de 100% (2005). Sua minissérie Batman: Year 100 ganhou dois Prêmios Eisner em 2007, como melhor artista e melhor série limitada. Pulphope, reunindo seu trabalho artístico, foi publicado em 2007.
> pulphope.blogspot.com
Peter Kuper (Estados Unidos/USA, 1958)
Escreve e desenha a dupla Spy vs Spy para a revista Mad desde 1997. Publicou mais de 20 quadrinhos em livros como The System (1997), Stop Forgetting To Remember (2007) e as adaptações de Kafka, A metamorfose (2003) e Desista! (1995), lançados aqui pela Conrad. Morou no México entre 2006 e 2008 durante a greve dos professores, tema de Diario de Oaxaca. Leciona em cursos sobre quadrinhos há 25 anos.
> peterkuper.com
Salvador Sanz (Argentina, 1975)
É autor das graphic novels Legión (2006), desfigurado (2007) e Noturno (2009), lançada aqui pela Zarabatana. Trabalhou no longa de animação Mercano el marciano e realizou Gorgonas, melhor curta animado da San Diego Comic-Con em 2006. Atualmente produz a série Angella Della Morte para a revista argentina Fierro. Leciona sobre quadrinhos e produz storyboards para cinema e publicidade.
> salvadorsanz.blogspot.com
Ulli Lust (Áustria/Austria, 1967)
Vive em Berlim desde 1995, onde produz reportagens em quadrinhos, como Alltagsspionage (2001) e a série Minireportagen aus Berlin (2008). É autora de Heute ist der letzte Tag vom Rest deines Lebens (Hoje é o último dia do resto da sua vida), de 2009, inspirado em sua juventude, e vencedor do Prix Revolution no Festival de Quadrinhos em Angoulême (França), entre outros. Fundou a electrocomics.com, editora de quadrinhos on-line, em 2005.

Bibliografia:
Esta matéria foi retirada do site nerdice.com
E este é o link da matéria em questão.

Leitura Online ou Download

Recent Posts

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | GreenGeeks Review